Pesquisas revelam baixa incidência de cáries no Brasil

Dois levantamentos realizados pelo Ministério da Saúde, entre 2003 e 2010, revelaram a redução do índice de cáries em crianças, adolescentes e adultos.

Segundo a instituição, com esse resultado positivo, o Brasil passa a fazer parte do grupo seleto de países com baixa prevalência deste problema bucal aos 12 anos (idade utilizada mundialmente para avaliar a saúde dos jovens).

As principais conclusões da edição 2010 da Pesquisa Nacional de Saúde Bucal foram obtidas em 177 cidades e mostram o cenário em todas as capitais estaduais, no Distrito Federal e no interior.

Cáries: panorama atual

A cárie dentária continua sendo o principal distúrbio de saúde bucal dos brasileiros, mas a situação melhorou. Em 2003, 69% da população com 12 anos era atingida por esta doença. Essa porcentagem diminuiu para 56% em 2010.

Houve, ainda, a redução de 25% no número médio de dentes atacados por cáries: era de 2,8% em 2003 e caiu para 2,1% em 2010. Em termos absolutos – e considerando a população brasileira estimada para 2010 –, cerca de 1.600.000 dentes permanentes deixaram de ser afetados.

Em adolescentes, em torno de 18 milhões de dentes foram poupados do ataque de cáries, em relação a 2003. A necessidade de próteses por essa faixa etária diminuiu em 52%. Já entre os adultos, o destaque cabe a uma importantíssima inversão de tendência: as extrações de dentes vêm cedendo espaço aos tratamentos restauradores. Além disso, a necessidade de próteses caiu 70%.


Fonte: ABO

COMPARTILHE

DEIXE UMA RESPOSTA