Mitos e verdades sobre a saúde bucal da gestante

saúde bucal da gestante

A gravidez é um dos momentos mais esperado da vida da maioria das mulheres. Mas é preciso saber que, durante esse período, os cuidados odontológicos são fundamentais para preservar a saúde bucal da gestante.

É importante que o profissional de saúde bucal explique os benefícios do pré-natal odontológico, para evitar e até mesmo tratar possíveis problemas. “O correto é iniciar os cuidados odontológicos logo no começo da gravidez, para receber as orientações, por exemplo, sobre quais são os tipos de alimentos que devem ser evitados para que a gestante tenha a saúde bucal em dia”, afirma Érika Vassolér, cirurgiã-dentista e consultora de higiene bucal da Condor.

Um estudo realizado pela Unicamp com 334 gestantes de baixa renda revelou que 47% das mulheres tinham doenças periodontais. Entre os principais problemas que ocorrem nesta fase, estão as doenças relacionadas à gengiva, como é o caso da gengivite.

Problemas como este ocorrem por que a alteração dos hormônios na gravidez fazem com que as fibras da gengiva sofram mudanças, facilitando o acesso de bactérias e causando problemas na gengiva. O principal sintoma da doença é o sangramento intenso e espontâneo durante a escovação.

Segundo a especialista, existem evidências que relacionam as enfermidades gengivais das gestantes ao baixo peso dos bebês e ao parto prematuro. “Manter os dentes sempre limpos, especialmente na região do colo dentário, área em que a gengiva e os dentes se encontram, pode reduzir de forma significativa ou até mesmo evitar a gengivite durante a gravidez”.

Saúde bucal da gestante: mitos e verdades

  • A mulher perde cálcio durante a gestação. MITO!
    O cálcio necessário para a formação dos dentes do bebê provém da alimentação da gestante. Os seus dentes não participam do processo de captação e nem sofrem qualquer dano.
  • A gestação traz consigo cárie e perda de dentes. MITO!
    A cárie e a perda de dentes são provocadas pela alimentação desregulada, rica em carboidratos e falta de higiene bucal. Sendo assim, mulheres gestantes ou não gestantes podem ser acometidas de cárie.
  • É proibido o uso de anestésico em gestantes. MITO!
    O uso de anestesia nas gestantes é permitido, desde que a substância anestésica usada não contenha vasoconstritores. O cirurgião-dentista deve estar muito atento sobre esse cuidado.
  • A gestante não pode fazer raio-X. VERDADE!
    Os exames radiográficos devem ser feitos com uso de avental de proteção em qualquer paciente, porém, os exames devem ser evitados no primeiro trimestre de gestação, e só devem ser realizados em situações de extrema necessidade.
  • A periodontite pode causar parto prematuro. VERDADE!
    Os microrganismos presentes na placa bacteriana percorrem a corrente sanguínea e estimulam a produção da prostaglandina, que é substância hormonal, provocando contrações do útero e acelerando o trabalho de parto.

    Informações da Assessoria de Imprensa

DEIXE UMA RESPOSTA