Dentistas devem priorizar pacientes com deficiência

cadeirante

A partir de 1º de fevereiro de 2016 entra em vigor a resolução nº 167, que normatiza o agendamento e o atendimento prioritário às pessoas portadoras de necessidades especiais ou mobilidade reduzida nas clínicas e consultórios odontológicos.

A determinação do Conselho Federal de Odontologia (CFO) foi publicada no Diário Oficial em 7 de janeiro do presente ano.

O documento, de forma geral, aponta que os profissionais deverão priorizar os pacientes com deficiência ou dificuldade de mobilidade, tanto no atendimento emergencial como também no agendamento de consulta.

A resolução vale para o âmbito público e privado.

Confira aqui o texto na íntegra.

DEIXE UMA RESPOSTA