50 milhões de pessoas têm mau hálito no Brasil

mau hálito

A Associação Brasileira de Halitose (ABHA) alerta sobre a necessidade de propagar uma educação sobre higiene bucal no País, desde a infância até a velhice. O mau hálito atinge 50 milhões de brasileiros, segundo pesquisa realizada pela ABHA, porém 90% das causas são na boca e podem ser tratadas por dentistas qualificados no problema.

“A má higiene bucal, além do mau hálito, predispõe a problemas como acúmulo de placa bacteriana, tártaro, gengivite e cáries, que podem proporcionar danos irreversíveis nos dentes e gengivas. Porém, problemas bucais podem resultar em danos mais amplos, como prejuízos na autoestima e na interação social, além de favorecer problemas de saúde graves, como pneumonias aspirativas, dificuldades no controle do diabetes e até problemas cardíacos”, explica Maria Cecilia Aguiar, presidente da ABHA. Segundo uma pesquisa nacional realizada pelo Ministério da Saúde, cerca de 18% dos adolescentes de 12 anos nunca foram ao dentista no Brasil.

“Sabemos que uma parcela importante da população brasileira, principalmente a que vive em locais isolados e mais pobre, nunca teve acesso a um dentista, profissional que além de detectar e tratar doenças, é responsável pela manutenção da saúde”, complementa Dra. Maria Cecília.

Segundo a cirurgiã-dentista, o ideal seria que saúde e educação estivessem de mãos dadas, que em todas as escolas, públicas, filantrópicas e privadas, houvesse ensino de como se deve higienizar a boca corretamente, desde a primeira infância, o que favoreceria uma saúde bucal e uma vida social melhores. “Infelizmente, a assistência odontológica via sistema público é recente e o acesso ainda não pode ser considerado universal. As oportunidades deveriam incluir desde as pessoas saudáveis até aquelas que demandam tratamento especial, como portadores de deficiências, pessoas hospitalizadas e com doenças como câncer”, ressalta.

Com finalidade social e de utilidade pública, a ABHA promove a campanha “Mau hálito: você precisa estar informado” que viabiliza palestras educativas em 17 estados gratuitamente para orientação da população. Para consultar datas e locais, basta acessar o link: www.abha.org.br/campanha-2015-dia-nacional-de-combate-ao-mau-halito.

A ABHA também disponibiliza o SOS Mau Hálito, um serviço gratuito que avisa a pessoa que está com halitose, via e-mail ou carta, a partir de indicação de amigos e familiares pelo site www.abha.org.br/sosmauhalito. Junto com a advertência sobre o problema, a Associação fornece orientações e uma lista de profissionais qualificados a tratar o problema.

Informações da Assessoria de Imprensa

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA