Odontopediatra, você conhece o método BLW?

O método BLW, sigla para Baby Led Weaning, consiste no desmame guiado pelo bebê, ou seja, na transição da fase em que a criança se alimenta somente de leite materno ou fórmula para a fase em que se alimenta de sólidos (Rapley, 2008).

Trata-se de um método que está voltado para os bebês e seu desenvolvimento no primeiro ano de vida. O termo foi cunhado por Gill Rapley (2008), enfermeira e mestre em Nutrição Infantil, que iniciou a pesquisa a partir da sua própria experiência de frustração pessoal com seu primeiro filho, com quatro meses, nessa época, o qual não aceitava as papinhas por ela preparadas.

A enfermeira decidiu abandonar a dieta sólida, como purês, e continuar a alimentá-lo apenas com leite. Aos seis meses, contudo, a criança passou a pegar, por conta própria, a comida diretamente do prato dos pais e a se alimentar sozinha. Esse processo se repetiu com os dois outros filhos da estudiosa, de forma cada vez mais natural. Dessa experiência adveio sua pesquisa de mestrado, publicada em 2002, que teve como tema justamente o BLW (Rapley, 2008).

A literatura aponta que ao experimentarem uma ampla gama de alimentos, com distintas texturas, os bebês desenvolvem naturalmente as habilidades de mastigação, o que facilita, consequentemente, o desenvolvimento da fala, reduz a necessidade de tratamento ortodôntico e promove uma melhor digestão.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS) e a Academia Americana de Pediatria (AAP), aos seis meses, já se pode inserir alimentos sólidos na dieta dos bebês, já que é nesse período que o sistema imunológico gastrointestinal adquire a capacidade de lidar melhor com os alimentos, além de ser a época na qual a criança está desenvolvendo a habilidade de levar o alimento à boca e de mastigá-lo (Rapley; Murkett, 2013).

O método BLW tem sido difundido amplamente, principalmente entre os profissionais da área da saúde e os pais, pois buscam acompanhar as fases de desenvolvimento da criança de forma natural, contudo, por se tratar de um tema recente, os profissionais da área de Odontopediatria ainda não possuem informações suficientes para orientar os pacientes.


sandra kalilSandra Kalil Bussadori
Cirurgiã-dentista. Especialista em Odontopediatria. Mestre em Odontologia (Materiais Dentários). Doutora em Ciências Odontológicas. Possui Pós-Doutorado em Pediatria.

 

——————-
Agradeço a colaboração da cirurgiã-dentista e especialista em Odontopediatria, Pamella Motta.

DEIXE UMA RESPOSTA