CIOSP 2016: por uma Odontologia de excelência

CIOSP 2016

No fim deste mês, entre os dias 27 e 30 de janeiro, acontece o 34º Congresso Internacional de Odontologia de São Paulo (CIOSP), no Expo Center Norte. Promovido pela Associação Paulista de Cirurgiões-Dentistas (APCD), o CIOSP se consagrou – nos últimos 50 anos – como o maior evento de Odontologia da América Latina e um dos maiores do mundo.

Sob o lema “por uma Odontologia de excelência”, o encontro vai proporcionar quatro dias de intensa atividade acadêmica e uma feira com mais de 200 expositores, representando as principais marcas da indústria odontológica do Brasil e do mundo.

Com coordenação científica de Renato Miotto Palo, cirurgião-dentista que já ministrou mais de 200 conferências na área de Endodontia em 30 países, o 34º CIOSP traz em sua programação o melhor de cada segmento da profissão de cirurgião-dentista.

Confira os temas que mais estão atraindo a atenção do público:

“Adesivos universais”. É sobre essa novidade que Jorge Perdigão, cirurgião-dentista que atua como professor titular na Universidade de Minnesota (Estados Unidos), vai falar no dia 27 (quarta-feira), das 9h às 11h. Nos últimos 30 anos, foram lançadas várias “gerações” de adesivos dentinários – biomateriais muito usados na Odontologia. A equipe do Dr. Perdigão teve o cuidado de estudar, analisar e comparar cada produto disponível no mercado. É sobre isso que o especialista vai falar no congresso, contribuindo para que os cirurgiões-dentistas alcancem melhores resultados clínicos.

Ainda na quarta (27), a Dra. Aida Sabbagh vai dar uma aula sobre “Cuidados odontopediátricos para pacientes com necessidades especiais”. Por tratar-se de um grupo com maior propensão ao desenvolvimento de doenças bucais, é fundamental que o cirurgião-dentista esteja devidamente familiarizado com cada doença, bem como a rotina e as dificuldades que cada tipo de paciente com necessidades especiais enfrenta. Só assim é possível planejar, utilizar a melhor técnica e realizar o mais adequado tratamento odontológico, na maioria das vezes com a participação de uma equipe multiprofissional ou multidisciplinar.

No dia 28 (quinta-feira), o Dr. Frederico Buhatem Medeiros vai falar sobre “Odontologia Hospitalar e cuidados paliativos”. Assim como vem se tornando obrigatória a presença de um cirurgião-dentista na UTI dos hospitais, também os pacientes em cuidados paliativos devem receber um tratamento odontológico especializado. O objetivo é cuidar da saúde bucal dos pacientes internados, evitando que uma possível infecção nos dentes ou tecidos moles possa agravar ainda mais seu estado de saúde.

Ainda na quinta (28), das 16h30 às 18h30, o Dr. Reinaldo Brito e Dias vai falar sobre “O papel dos protetores bucais na integridade física dos atletas”. Vale lembrar que o risco de um atleta sofrer séria lesão nos dentes durante a prática de esportes tem sido motivo de inúmeros estudos internacionais – principalmente em relação ao papel do protetor bucal. Por isso, o professor da Universidade de São Paulo e membro da Associação Paulista de Cirurgiões-Dentistas defende que os atletas conheçam o risco real que estão assumindo ao deixar de proteger os dentes. Às vésperas dos ‘Jogos Olímpicos Rio 2016’, o uso do protetor bucal é especialmente indicado para atletas que praticam ginástica, acrobacia, vôlei, basquete, handebol, boxe, ciclismo, hipismo, esportes de campo, futebol, artes marciais, rugby, hockey, patinação, esportes radicais etc.

No dia 29 (sexta-feira), das 11h30 às 13h30, o cirurgião-dentista Antonio Tavares Bueno Junior vai ministrar um curso sobre “Tratamentos miofuncionais para todas as idades”. A Ortodontia Miofuncional se dedica à reabilitação de disfunções orofaciais que são responsáveis por 83% das doenças de bebês, crianças e adolescentes, como respiração bucal, deglutição atípica, bruxismo, alterações funcionais na articulação temporomandibular (ATM), ronco e apneia. Também as doenças respiratórias estão incluídas no escopo do tratamento, como asma, rinite e disfunções de sonorização (dislalia).

Já no dia 30 (sábado), das 9h às 11h, o professor de Bioquímica e Cariologia na Faculdade de Odontologia de Piracicaba (Unicamp) Jaime Aparecido Cury vai explicar “Por que dentifrício fluoretado deveria ser usado do berço ao túmulo”. Independentemente dos que são contrários ao uso de flúor nas pastas ou cremes dentais, a maioria dos cirurgiões-dentistas defende a substância sob alegação de que é um dos agentes preventivos mais viáveis contra a cárie dentária. Durante sua aula, Cury pretende mostrar que, entre vários agentes preventivos ou terapêuticos de sucesso que causaram impacto positivo na saúde e na qualidade de vida das pessoas, talvez seja difícil encontrar um que se assemelhe ao flúor.

Ainda no sábado (30), a cirurgiã-dentista Celi Vieira vai ministrar um curso com o tema “Halitose tem cura?”. Na opinião da especialista, o cirurgião-dentista é o profissional mais habilitado para diagnosticar o problema, apresentando ao paciente as possíveis causas e, principalmente, as formas de tratamento. Vale lembrar que o mau hálito provoca constrangimento social e, caso ninguém tenha coragem de falar abertamente sobre o assunto, podem passar anos sem que a pessoa perceba e trate halitose.

A grade científica do 34º CIOSP está imperdível e conta com os melhores profissionais em suas áreas, tanto do Brasil como de outros países.

Cultura e lazer

De acordo com o coordenador executivo do evento, Waldyr Romão Junior, mestre e doutor em Materiais Dentários pela Universidade de São Paulo, além de cursos, workshops e das novidades apresentadas na feira de negócios, todo dia terá um encerramento especial na Praça de Alimentação.

Trata-se do “Projeto Derico Convida”. Além de se apresentar com a banda 8 do Bem, o músico que faz parte do Programa do Jô irá receber Sandra de Sá (27), Maria Gadú (28), Fábio Junior (29) e Frejat (30), proporcionando um fim de noite incrível.

Confira a programação completa em www.ciosp.com.br.

DEIXE UMA RESPOSTA