8 de abril: Dia Mundial da Luta Contra o Câncer

Segundo dados do Instituto Nacional de Câncer (INCA), a cada ano mais de 12,7 milhões de pessoas no mundo são diagnosticadas com câncer e 7,6 milhões de pessoas morrem vítimas dessa doença. No Brasil, o INCA estima em 580 mil casos novos da doença para 2015. Ainda segundo a instituição, se medidas efetivas não forem tomadas, haverá 26 milhões de casos novos e 17 milhões de mortes por ano no mundo em 2030. “Com esses dados alarmantes, a população precisa de políticas de prevenção para um diagnóstico precoce. Muitos deles podem ser detectados a tempo de salvar uma vida”, concluiu o presidente do Conselho Federal de Odontologia (CFO), Ailton Morilhas.

Preocupado com a doença, o CFO alerta a população para o câncer bucal, que mata quase 4 mil pessoas por ano. É uma doença grave, mas que pode ser diagnosticada precocemente com a política de prevenção. Para isso, o Conselho atua junto ao Congresso Nacional no esforço em prol do cidadão brasileiro e, em dezembro de 2015, alcançou uma grande vitória para o Sistema CFO/CROs, foi sancionada a Lei que institui a Semana Nacional de Prevenção ao Câncer Bucal, a ser celebrada anualmente na primeira semana de novembro.

A Semana Nacional de Prevenção ao Câncer Bucal tem o objetivo de estimular ações preventivas e educativas, promover debates e outros eventos sobre as políticas públicas de atendimento integral a portadores de câncer bucal, apoiar atividades organizadas e desenvolvidas pela sociedade civil em prol do controle deste mal que envolve milhares de brasileiros, além de difundir os avanços técnico-científicos relacionados à doença.

Ainda segundo o INCA, foi criada a Declaração Mundial contra o Câncer, um instrumento para chamar a atenção de líderes governamentais, gestores de saúde e formadores de opinião para reduzir até 2020 a catastrófica abrangência da doença que ameaça as futuras gerações no mundo.

A Declaração representa o consenso entre governos do mundo inteiro, especialistas em saúde pública e defensores da luta contra o câncer comprometidos em eliminar esta ameaça à vida das futuras gerações.

Até 2020, 11 objetivos deverão ser alcançados, entre eles:

  • Reduzir significativamente o consumo do tabaco e do álcool e a obesidade no mundo.
  • Assegurar a cobertura universal dos programas de vacinação contra a hepatite B e o Papiloma vírus (HPV) para prevenir o câncer de fígado e do colo do útero.
  • Fazer com que o público seja mais bem informado, eliminando noções errôneas e mitos sobre a doença.
  • Garantir melhores métodos de diagnóstico.
  • Assegurar que todo paciente tenha acesso ao controle da dor.
  • Ter equipes médicas e de cirurgiões-dentistas mais bem treinadas e aumentar as taxas de sobrevida dos pacientes com câncer.

Informações: CFO e INCA

DEIXE UMA RESPOSTA